Bomba: Ameba comedora de cérebro; Estado Unidos entram em alerta geral após surgir novo caso da doença

Na sexta-feira as autoridades de saúde de um dos estados dos Estados Unidos Da América fizeram uma alerta geral depois que apareceu um caso novo de uma “ameba que come o cérebro no Flórida”. O alerta geral é para que todos evitem o máximo de contato nasal com águas de torneiras, lagoas, riachos e outras fontes de água que não estão tratadas, com destaque para os meses mais quentes do país que são os meses de julho indo até setembro.
Segundo os especialistas do Departamento de Saúde da Flórida, os indivíduos que foram infectados tendem a apresentar dores de cabeça, rigidez na região da nuca, febre, mal estar, vômito e muitas náuseas, e cerca de 97% das pessoas morrem dentro de 1 semana, porque este tipo de infecção no cérebro tende a ser letal.
Ainda segundo as informações do órgão responsável, a ameba consegue entrar no organismo por meio das narinas e é facilmente achada em águas doces e quentes. O DOH, chegou a informar ainda que a ameba não consegue passar de um indivíduo para o outro, sendo assim ela não é transmissível.
Menino encefalite amebiana primária acontece quando a água infectada entra pelas narinas e consegue chegar até o cérebro da pessoa. Mesmo sendo divulgado que a doença não é transmitida de uma pessoa para outra a situação ainda é alarmante tendo em vista que segundo os registros quase 100% dos infectados acabam não resistindo e morrendo em menos de uma semana.
Outro ponto preocupante são as praças que estão sempre cheias de pessoas que acabam entrando em contato com a água dos rios e lagos até mesmo dos bebedouros que ali estão localizados. A preocupação dos especialistas é justamente pelo grande número que parques ao livre que existe no EUA com acesso a água não tratada facilitando o aumento de pessoas contaminadas.

+  VÍDEO: Vazamento de gás provoca incêndio e explosões em São Paulo


PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário