Casal canibal é detido por vender tortas com carne humana a restaurantes e gera revolta na população

Investigações acerca do casal que chegou a admitir que devorou mais de 30 pessoas em 18 anos na Rússia acabaram dando um rumo mais macabro à história, as autoridades acabaram descobrindo que o casal preparava torta com carne humana e vendia para restaurantes vizinhos e que atraiam suas vítimas através de um app de relacionamentos amorosos. Dmitry e Natalia Bakshaev foram detidos depois que a polícia achou 7 sacos com restos de carne e pele humana no refrigerador e na adega do quarto onde viviam, em um “hostel” da Academia Militar da Rússia.
Amigos da dupla chegaram a afirmar que Natalia preparava tortas e vendia nos arredores. Vizinhos da dupla informaram que Natalia sempre pensou em aumentar seus negócios, chegando a se oferecer para ser fornecedora de carne de uma cafeteria da cidade. Sempre que perguntada, a jovem falava que recheava as tortas com o que ela tinha por perto. De acordo com o portal de notícias britânico Daily Mail, o dono da cafeteria local chegou a negar a oferta de Natália. Vitaly Yakubenko chegou a revelar que Natália procurou emprego em vários restaurantes da cidade.
“Ela era muito ativa, fazia muitas perguntas sobre nossa carne e peixe. A polícia deveria buscar os lugares onde essa mulher trabalhou para saber se ela tentou vender para eles também”, revelou o dono da cafeteria. A polícia está investigando como a dupla conseguiu viver em uma base militar por tanto tempo.

“Nós somos uma instituição educacional séria e agora por causa de um limpador de rua bêbado e uma enfermeira estamos envolvidos nesse escândalo”, afirmou um dos oficiais aos portais locais. As autoridades acreditam que Dmitry utilizava de apps de namoro para atrair suas vítimas. Natália chegou a passar por um psicólogo e o mesmo a declarou mentalmente saudável. Dmitry foi preso e em seu telefone foram encontradas diversas imagens dele com as vítimas, a mais marcante foi de Dmitry com a mão na boca e os dedos de uma das vítimas no nariz.

+  Menino pendura carta de 'boas-vindas' em sacada de vizinho recuperado da Covid-19


PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário