Criminosos invadem casa, rendem a mãe e deixam bebê afogar dentro da piscina: “Momentos de terror”

Um caso apavorante ganhou os holofotes dos principais jornais, viralizando nas redes sociais. Segundo as informações concedidas pela revista ‘Crescer’, o caso em questão aconteceu neste último sábado (20), revoltando milhares de pessoas.


De acordo com as informações, Angélica Murillo estava em uma piscina inflável dando banho em sua filha, Maria, de apenas nove meses, momento em que sua residência, localizada no município de Manabi, no Equador, foi invadida por criminosos. Os infratores haviam se passado por algum tipo de profissão, conseguindo enganar os residentes do local.

+  Últimas imagens de Marília Mendonça com vida é de cortar o coração; tente não se emocionar

Segundo o desesperado relato de Angélica, os criminosos chegaram até o local em uma motocicleta, anunciando, naquele momento, que faziam parte de um programa de vacinação canina. Não conseguindo obter acesso, os homens invadiram a residência e, mesmo com o pedido estarrecedor da mãe, tiraram o bebê de seus braços, levando a mulher para dentro da casa e deixando a pequena sozinha na piscina.

Durante o assalto, a mãe deu mil dólares que estava guardando dentro da propriedade, no entanto, os bandidos queriam mais, optando por amarrarem Angélica e vasculharem tudo antes de sairem do local, deixando Angélica presa naquele momento. Como a mulher não tinha a possibilidade de acessar a parte de fora de sua residência, ela ficou extremamente desesperada por conta de sua filha, que havia ficado sozinha.

+  Senhor de idade é achado morto, local do crime impressiona a todos e manchas de sangue revelam o pior; "Espancado"

Totalmente desesperada, a mulher gritou socorro e, sua filha de 12 anos que estava brincando na casa do vizinho, pôde ouvir a voz da matriarca, correndo para o local. Assim que chegou, a menina encontrou sua irmãzinha flutuando dentro da piscina.

Infelizmente, o bebê acabou morrendo, com a menina sequer tendo chance de savá-la. O caso em questão tocou a comunidade local e, agora, as autoridades policiais estão investigando o caso com maior profundidade. De acordo com as informações do portal “Crescimento”, os suspeitos pelo crime ainda não foram identificados, com o destino dos infratores continuando desconhecido.

+  Vídeo: Família fica traumatizada ao ser expulsa do avião porque a filha de 2 anos não colocou máscara


PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário