Crueldade sem limites! Bebê morre ao ser abusado e pais trocam acusações

O mistério envolvendo a morte do bebê Gabriel Henrique Souza, de apenas 1 ano, está intrigando as autoridades e a população. Ele teria sofrido abusos antes de ser encaminhado a um hospital em Osasco, na Grande São Paulo, e morrer.
Este caso está chamando muita a atenção de todos porque ainda não teria sido descoberto o que teria levado a criança a óbito. Os pais do garoto estão trocando acusações e, enquanto a mãe acusa o pai, ele se defende dizendo ter outra versão para a morte do filho.
A polícia continua tentando entender o que realmente aconteceu e quem são os culpados do crime. Carla Renata, mãe de Gabriel, diz que a culpa é do pai da criança, que teria se recusado a devolver o filho, dizendo que ela não tinha condições financeiras para cuidar dele. Já Erivaldo Souza, o pai, está acusando a vizinha, que trabalhava como babá do menino.
Em entrevista cedida a Record, a mãe de Gabriel revelou que assim que chegou ao hospital ela foi levada até uma sala por uma assistente social na qual puderam conversar. Neste momento, a assistente revelou para a mãe do menino que ele teria sido abusado e sofrido maus tratos.
Em seguida, a mãe foi levada para uma sala no andar superior do hospital para que ela pudesse ver o corpo. Chegando lá, a mãe também teve a oportunidade de conversar com a médica que atendeu Gabriel, que confirmou o abuso e os maus tratos.
A repórter do “Cidade “Alerta” chegou a entrar em contato com o pai do garoto para questionar se ele não tinha visto algo de estranho com o próprio filho e o mesmo respondeu que não. Em seguida, a jornalista chegou a perguntar se ele havia trocado a roupa da criança e ele disse que sim, porém não havia visto nada de anormal.
A morte de Gabriel segue sendo investigada pelas autoridades e ainda está sem solução.

+  Defesa de Lázaro Barbosa implora para que parem de fazer 'memes' do serial killer: 'Proteger a imagem'


PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário