Defensora dos animais, tira calcinha para prender jumento em resgate e história viraliza

Um resgate animal se tornou viral nas redes sociais está semana, tudo porque a presidente de uma ONG tomou uma ação inusitada que chocou milhões de pessoas. Stefani Marinho de 41 anos, teve seu nome estampado em diversos sites de notícias depois que salvou um jumento de sofrer maus tratos.


Ela que comanda a ONG, Anjos da Proteção Animal, usou a própria calcinha para prender o animal e a cena se tornou conhecida no país todo. A ação virou notícia e os internautas de plantão chegaram a viralizar a atitude da veterana. 

+  Garoto vai a estádio pela 1ª vez e o pior acontece

Ela chegou a ceder uma entrevista e explicou melhor sobre a ação e suas palavras geraram grande comoção.

"Parei meu carro, tentei seguir os animais e eles ficaram acelerando os passos. Consegui colocar os dois em cima da calçada de um posto de combustível e pedi cordas aos funcionários ou algum instrumento que pudesse segurar o animal. Não obtive essa ajuda e a única maneira que eu encontrei de segurar o animal foi retirar a minha calcinha e usar para segurar ele. Parece cômico, mas foi a única maneira que encontrei para ajudar aquela vida naquele momento", destacou a presidente do grupo que salva animais. 

+  Marido de Ivete Sangalo apaga fotos e suposta separação agita a web; “Traição”

Stefani chegou a salvar mais de um animal e segundo ela, ela só fez o que fez pois não conseguiu conter o movimento dos jumentos, por isso decidiu prender um deles e entrar em contato com as autoridades. A presidente conseguiu colocar dois em sua caminhonete, no entanto depois ela precisou de ajuda.

 "Os jumentos foram avaliados por veterinários e estão recebendo suporte de alimentação", declarou a ativista ao G1. Um vídeo que passou a circular nas redes sociais chegou a mostrar a ativista junto do jumento preso a sua calcinha.

+  Lembra do bebê que nasceu sem parte do cérebro? O que aconteceu com ele te deixará emocionado; tente não chorar

Muitos chegaram a ironizar o fato, no entanto a ação virou tema de debate no Twitter e recebeu o apoio de milhares de usuários e entrou nos Trending da rede social.



PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário