Filha agride a própria mãe que bate com a cabeça no chão e logo em seguida o pior acontece em seguida

Um vídeo revoltante passou a circular nas redes sociais, na gravação é possível ver uma filha empurrando a própria sua mãe, que logo em seguida cai no chão. O vídeo chocou milhões de pessoas ao redor do Brasil e virou caso de polícia. A ação da jovem foi amplamente detonada na web e se tornou viral.


Com tudo isso a gravação teve grande repercussão e revoltou boa parte do país, agora todos pedem justiça para com essa mãe que foi injustiçada pela filha. Tudo aconteceu porque a mulher pede que a filha saia de casa, no entanto a filha responde, que irá sair, mas não naquele exato momento que ela estava mandando e a partir daí começa a confusão.

+  Bandido anuncia assalto a fiéis e morre logo depois com oração de pastor

Como a mulher não aceita a forma como a filha fala com ela, ela chega a dar um tapa na menina, porém ela não esperava que fosse receber um empurrão de volta e é neste momento que ela cai e bate a cabeça nas pedras. Com a mãe caída no chão, a filha dispara em tom de revolta: “Você é minha mãe mas você não me dá um real pra tá batendo na minha cara”.

+  Crueldade sem limites! Bebê morre ao ser abusado e pais trocam acusações

A jovem chega a afirmar que a mulher estava embriagada  e por conta disso iria revidar todos os ataques que ela sofresse. O vídeo circulou em todas as redes sociais e chocou os internautas de plantão, no YouTube ele já possui milhares de visualizações e comentários.

A gravação mostrou que para muitos os valores de hoje em dia acabaram se invertendo, tudo porque é possível ver que falta um amor e respeito de ambas as partes na gravação, no entanto o fato da mulher ter caído e ferido a cabeça sem ter sido ajudada pela filha, mostrou que a jovem pouco se importa com a veterana.

+  Homem vai a festa na Itália para pegar Covid-19 e morre logo depois

Não foi revelado quem era a jovem ou a mulher que se feriu e muito menos se a senhora de idade, foi socorrida ou não.



PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário