Genival Lacerda morre por complicações da Covid-19, no Recife

O cantor Lacerda morreu em Recife nesta quinta-feira devido a complicações do Covid-19 aos 89 anos de idade. O filho João Lacerda confirmou a notícia. O artista foi internada no Hospital da Unimed I na Ilha do Leite, centro de Pernambuco, em 30 de novembro de 2020. Eles pegaram Covid-19 e o levaram para a (UTI).
No dia 26 de maio de 2020, o Genival teve um acidente vascular cerebral e foi para o Hospital, que fica na zona oeste de Pernambuco na capital. Após se recuperar, ele foi dispensado três dias após a internação. Segundo a assessoria de imprensa do cantor, o corpo da artista saiu de Recife por volta das 13h e foi sepultado em Campina Grande.
Lacerda é uma das figuras mais conhecidas do Forró e se tornou um ídolo popular por seu charme e respeito. Ele é um símbolo da cultura nordestina em uma carreira de 64 anos que é conhecida em todo o Brasil. O cantor nasceu em Campina Grande, Paraíba, no dia 5 de abril (1931). Trabalhou como locutor de rádio na cidade, mas quando morou em Recife e se mudou para lá em 1953, fez o primeiro disco do cantor. Genival produziu o seu primeiro disco em 56, onde constava “Coco de 56” dele e de João Vicente e xaxado “Dance o xaxado” dele e Manoel Avelino. Depois vieram as canções populares, que cimentaram o seu conhecido estilo de humor “Seu Vavá”.
O músico viveu no período mais popular no sudeste e viveu com outros artistas, como por exemplo Dominguinhos e Luiz Gonzaga. Embora muito mais jovem, mantém uma relação mais próxima com Jackson do Pandeiro. A irmã de Jackson, Severina, casou-se com o irmão de Genival. Ele voltou ao Recife desde a década de 1990 e foi agraciado com o título de cidadão de Recife pela Câmara Municipal em 2016. Nos últimos anos, a rádio não apresenta novas canções populares, mas tem acompanhado o programa e conquistado a aprovação do público. No final de 2017, recebeu a Medalha do Mérito Cultural (OMC) no Palazzo Planalto.
A música do DVD “Minha Estrada” tem lançamento previsto para sexta-feira (8), com a participação de artistas do Nordeste, que foi gravada no Teatro Boa Vista em agosto de 2019. No dia 13 de dezembro, Luiz Gonzaga deu sua primeira tacada na pista. Apesar da morte de Genival, ele lançou a música com o artista Zé Lezin. A consultora de família Manuela Alves afirmou: “O cantor já morreu, mas o trabalho vai continuar a existir.” São 15 faixas no total, que são lançadas mensalmente.

+  Luiz Bacci é ameaçado de morte por famoso, convoca time de seguranças de peso e expõe terror vivido: 'Medo'


PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário