Homem de 53 anos se dizia médium para estuprar a enteada de 16 anos ‘’tirando espirito ruim dela’’

Mais um crime chocante envolvendo menores aconteceu na cidade de Uberlândia Minas Gerais, um trabalhador rural abusava sexualmente da enteada de 16 anos por 2 anos, ele dizia ser médium para tirar espirito ruins da garota durante o ato sexual.
De acordo com informações fornecidas pela delegada que cuida do caso, tudo começou quando a menina tinha apenas 16 anos e se automutilava, o padrasto usou isso para iniciar os processos espirituais e estuprar a menina em um local na própria fazenda. Ele prometia a enteada que o sexo a ajudaria se libertar de todos os espíritos mal que faziam ela se cortar.
O homem planejava tudo muito bem, a delegada ainda conta que no quarto do ritual o padrasto permitia que a mãe e irmã mais velha participasse somente no começo do ritual, depois as obrigavam a sair do local para iniciar o ritual ‘’forte’’.
“Tanto a mãe quanto a filha mais velha acreditavam que ali aconteciam rituais religiosos”, contou a delegada.
Depois de 2 anos a menina resolveu contar para mãe que denuncio o esposo para polícia.
A enteada contou para delegada que sofria ameaças de morte para não contar para ninguém e negar o sexo. “Ela conta que o padrasto mudava a voz, ficava tremendo, com os olhos fechados” segundo ela isso fazia ela ficar com ainda mais medo. Ele prometia para menina que era para o bem dela.
Na policia o homem negou o ocorrido, disse que não fazia rituais e nem estuprava a enteada, mas anteriormente ele teria confessado os crimes para a esposa.
Agora o poder judiciário investiga o caso, na casa o homem morava com sua esposa, e outras filhas, mas só uma teria sido estuprada.
A mãe teme que agora a filha fique com traumas para o resto da vida.
Denuncie qualquer ato sexual contra menores, compartilhe essa notícia com todos!

+  Tio é detido depois de dopar e abusar da sobrinha de 12 anos


PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário