Mãe de brasileiro baleado nos EUA, abre o coração e comove a todos com desabafo: “Senti o desespero”

O caso da mãe que viu seu filho ser baleado, segue sendo um dos mais comentados na web e comoveu muita gente, Monica Elisei, teve seu filho João Pedro Elisei Marchezani, de 23 anos, baleado com um tiro na cabeça há mais ou menos um mês atrás.O caso aconteceu em Chicago, nos Estados Unidos, e chocou milhões de pessoas.


Agora a senhora de idade, decidiu abrir o jogo e falar como se sentiu ao ver tudo o que estava acontecendo com seu filho. Monica conversou com os jornalistas do Domingo Espetacular e levou todos às lágrimas. “Como mãe é difícil explicar, mas quando eu vi [no vídeo] eles atirando, eu pude sentir o desespero que meu filho pode ter sentido e desabei a chorar. Foi muito difícil”, enfatizou a mãe de João.

+  O País se comove com triste perda do apresentador William Bonner; “Vai deixar saudades"

Segundo ela, foi um amigo do filho que estava pilotando o carro com vários amigos e foi neste momento que um deles notou que eles estavam sendo seguidos, um homem montado em uma moto seguiu o grupo e estava armado pronto para atirar em alguém. O rapaz que dirigia tentou fechar o motoqueiro porém não deu certo.

+  Líder da igreja humilha jovem durante o culto porque ela usa shorts curto mesmo sendo ‘gorda’

Foram efetuados 8 disparos contra o grupo e foi neste momento que o filho de Monica, foi alvejado. A partir deste momento a luta de João teve início, ele passou por cirurgias complexas para evitar danos cerebrais e segue respirando com a ajuda de aparelhos.

Monica revelou que o osso do lado direito da cabeça foi serrado para a retirada da bala e por conta disso, foram colocados dois drenos e um monitor de pressão cerebral.

+  Crueldade sem limites! Bebê morre ao ser abusado e pais trocam acusações

“Nos contaram que ele chegou ao hospital acordado, lúcido, muito assustado. Ele sabia o que tinha acontecido com ele, e dizia que não sentia o lado esquerdo do corpo”, declarou Monica chorando copiosamente ao vivo. O caso gerou grande comoção nas redes sociais e os internautas fizeram uma corrente de oração para o estudante.

João havia terminado de completar 23 anos de idade e agora ele luta bravamente pela sua vida.



PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário