Obama comparou Bolsonaro a Trump em entrevista a Globo para Bial

Em entrevista ao Conversa com Bial nesta segunda-feira, 16, o ex-presidente dos EUA Barack Obama compara Donald Trump a Jair Bolsonaro e fala sobre a declaração do presidente brasileiro sobre o uso da pólvora contra os EUA.
Bolsonaro disse que “só a diplomacia não basta, é preciso ter pólvora” contra a política de Joe Biden, o recém-eleito presidente dos Estados Unidos, que pretende impor sanções se o governo brasileiro não resolver o problema do fumo na Amazônia.
Em uma entrevista em vídeo, Obama respondeu: “Não conheço o presidente do Brasil. Eu já tinha saído quando ele assumiu o cargo. É por isso que não quero expressar uma opinião sobre alguém que não conhecia. Posso dizer pelo que vi, suas políticas, como as de Donald Trump, pareciam minimizar a ciência da mudança climática. O Brasil é obviamente um ator importante no esforço de conter um aumento de temperatura que pode ou não causar uma catástrofe global. Espero que com o novo governo Biden haja uma oportunidade de redefinir as relações ”, afirmou.
“Eu sei que Joe Biden vai enfatizar que a mudança climática existe. Os Estados Unidos e o Brasil terão um papel de liderança. Eu sei que Joe Biden vai destacar a ciência quando se trata da existência da Covid-19. Devemos nos mobilizar em nosso país e internacionalmente para tentar acabar com esta pandemia. Em última análise, porém, os Estados Unidos e o Brasil têm muito em comum. O progresso, que deve ocorrer não apenas no hemisfério, mas no mundo, será determinado em parte pela qualidade da relação entre nossos dois países’, continuou Obama.
O ex-presidente dos EUA até falou da resistência de Trump em reconhecer e aceitar a vitória de Biden na eleição presidencial. “Não estou surpreso que Donald Trump esteja quebrando o hábito da mudança pacífica de poder porque ele já quebrou muitos tipos de regras antes. A boa notícia é que no final não importa. No dia 20 de janeiro teremos um novo presidente. Mas essa transição foi perdida.”
Sobre o vice-presidente eleito dos EUA, Kamali Harris, Obama disse: “O trabalho para empoderar as mulheres continua. Como presidente, foi interessante observar que os países que oprimem as mulheres que não exploram seus talentos são países que não se desenvolvem economicamente e têm outros problemas. Os países que muitas vezes se saem bem e são capazes de aproveitar todo o potencial do país são, em parte, porque reconhecem que, se não incluírem meninas e mulheres, metade da população estará comprometida com a resolução de problemas, construção de negócios e descoberta de curas para novas doenças . … Se não treinarmos metade da população, é como um time de futebol que vai deixar metade fora do campo. Você vai perder. Espero que Kamala Harris seja apenas o início de um processo em que mais e mais mulheres no mundo são vistas como verdadeiras líderes nos níveis mais altos ”, disse ele.

+  Terrível perda de Eliana é confirmada ao vivo e notícia deixa todos abalados: “Dedicado a ela”


PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário